07/09/2020

Castro & Vidigal

O mês de setembro chega trazendo um grande incentivo para falarmos abertamente sobre estados de saúde mental como depressão, síndrome do pânico, burnout e outros transtornos de ansiedade, que até hoje são de difícil detecção também por serem vistos como tabus por mais pessoas do que pensamos. O objetivo da campanha Setembro Amarelo é exatamente chamar a atenção de todos e nos ensinar como identificar e abordar tais transtornos. Antes de mais nada, é preciso observar alguns comportamentos que podem passar despercebidos em pessoas próximas para ajudá-las a identificar os sintomas e imediatamente procurar um psiquiatra para iniciar um tratamento o mais cedo possível.

 

O preconceito dos próprios doentes que muitas vezes não procuram ajuda, e daqueles que estão em volta, muitos dos quais ainda veem tais doenças como “frescura”, por mais incrível que possa parecer, são impedimentos que tornam mais difícil esse diagnóstico. E quando detectam a doença, muitos recusam medicamentos que poderiam ajudar por medo da dependência ou por acharem que “é coisa para maluco”. 

 

Mesmo entre a geração saúde, as maiores causas de afastamento do trabalho são depressão, síndrome do pânico e burnout. Quando não identificados e mal tratados, esses transtornos psicológicos levam a um grande sofrimento que, no limite, podem causar o suicídio. Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, 96,8% dos casos de suicídio estão relacionados a transtornos mentais. É triste saber que entre indivíduos com depressão, cerca de 15% daqueles que não buscam ajuda profissional optam por encerrar a própria vida.

 

Qualquer um de nós pode salvar vidas ao perceber alguns indícios de uma pessoa com depressão, sinais que vão muito além de uma forma de chamar a atenção e podem indicar um suicida em potencial. Incentivar a busca por ajuda profissional é a melhor opção. É essencial que, além do apoio de pessoas próximas, tenham tratamento adequado para enfrentar a situação. O mais recomendável é se mostrar sensível à situação e disponível para buscar ajuda especializada junto com essa pessoa.

 

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), uma pessoa se suicida a cada 40 segundos, e muitas famílias sofrem com a perda de 800 mil pessoas a cada ano, em todo o mundo. O Brasil é o 8º país que mais perde vidas dessa maneira, onde estima-se que uma pessoa se mata a cada 45 minutos.

 

Tratar transtornos de depressão é uma forma de prevenir suicídios e também devolver a pessoa à sua vida normal. O simples fato de disseminarmos a informação de que os cuidados psicológicos e medicamentos são fundamentais para enfrentarmos essa doença psiquiátrica crônica – que inclusive é reconhecida pela OMS como doença, com CIDs (Classificação Internacional de Doenças ) – sem dúvida pode fazer toda a diferença para muitas famílias. Com a nossa ajuda, esses indivíduos que enfrentam tanto sofrimento podem passar a acreditar na cura dessa doença multifatorial que merece tratamento como qualquer outra, e que não há por que sentir medo ou vergonha desse diagnóstico.  

 

Nos jovens entre 15 e 29 anos, o suicídio chega a matar mais do que o HIV. Mas se engana quem pensa que trata-se de um transtorno apenas de jovens. Até mesmo os idosos com mais de 70 anos fazem parte do grupo de risco. Cuidar da saúde mental é tão ou mais importante do que cuidar da saúde física. Se você sentir que precisa de ajuda ou conhecer alguém que precise, não hesite em procurar tratamento. A Castro & Vidigal poderá ajuda-lo a encontrar o plano de saúde que atenda às suas necessidades, com cobertura para tratamento com psiquiatras e psicólogos que podem dar o suporte que você precisa. Para solicitar uma cotação, entre em contato conosco: contato@castroevidigal.com.br.  

 

*Com experiência de mais de 20 anos no mercado de seguros, a Castro & Vidigal oferece suporte intensivo aos clientes, apoiando e direcionando às melhores soluções em seguros. Com sede em São Paulo, a corretora se dedica à construção de uma relação de parceria e confiança com os segurados, para entregar um serviço de alta qualidade e satisfação.

 

Saiba mais acessando as nossas redes sociais: Instagram, Facebook e LinkedIn.